Shantala - massagem para bebês

21/08/2013

Shantala - massagem para bebês

Shantala é uma massagem oriental para bebês. É o amor através do toque, o vínculo e o afeto entre mãe e filho.

Foi na Índia, durante caminhadas pelas ruas de Calcutá, em Pilkhana, que o obstetra francês Frédrérick Leboyer observou uma moça massageando seu filho. Ele ficou curioso e maravilhado com o que viu: um ritual de harmonia, ritmo, amor e ternura. Diante disso resolveu escrever um livro sobre essa técnica.

O contato e o carinho transmitido pela mãe têm um significado imenso para o filho, pois o ajuda a reconhecer o mundo como um lugar seguro e confortável para viver. Não só o bebê é beneficiado, mas também a mãe que aprende a compreender melhor os sinais do seu filho. Ela também aprende a desenvolver um novo tipo de linguagem, o toque, e a desfrutar melhor da maternidade com mais amorosidade e disponibilidade.                                                                                                           

Os benefícios da massagem

 A finalidade principal dessa massagem é desenvolver a interação mãe-filho, mas pode ser aplicada também pelo pai ou por uma pessoa próxima do bebê.  O toque amoroso é capaz de romper cadeias de tensões, bloqueios, nódulos, prevenindo neuroses e problemas futuros. Também alivia as cólicas e a insônia, equilibrando-o física, emocional e energeticamente.

A massagem influencia beneficamente todos os órgãos do corpo de uma criança, harmonizando ou ativando. Desencadeia um reflexo nervoso com efeitos terapêuticos, aumentando a redistribuição de sangue entre os órgãos.

Através do toque frequente, produzem-se endorfinas responsáveis pelas sensações de calor, ativando o sistema imunológico que aumentará o número de plaquetas, hemoglobinas e células brancas e vermelhas no sangue. Como resultado, a circulação sanguínea é favorecida e os vasos periféricos dilatados, promovendo um melhor aporte sanguíneo e o retorno do sangue das veias para o coração - retorno venoso.

As tensões se dissipam obtendo um sono mais profundo e tornando o corpo mais resistente às doenças. Isso ocorre porque os impulsos energéticos da sensação de prazer aumentam a pulsação em todos os sistemas do corpo.

Já no sistema digestivo, alivia as cólicas e a prisão de ventre, acelerando o metabolismo da criança.

É muito importante seguir toda a sequência da massagem. Massageia-se todo o corpo, inclusive o rosto, e seguem-se os exercícios complementares finalizando-se com o banho relaxante.

Esses exercícios complementares são também uma ginástica passiva das articulações e consequentemente dos ligamentos.

 Recomendações

Deve-se prestar atenção ao melhor horário para o bebê. Ou seja, no horário em que ele está tranquilo, acordado e entre uma mamada e outra. O estômago não pode nem estar cheio, nem vazio. O tempo médio é de 30 minutos após a mamada no peito e 1 hora após a mamadeira.

A aplicação da massagem pode ser uma ou duas vezes por dia, de preferência no mesmo horário para criar uma rotina. Mas pode e deve ser feita em casos de cólica ou quando o bebê estiver agitado.

O local para a realização da massagem deve ser calmo e sem corrente de ar (no verão pode-se praticar ao ar livre – na sombra).

A massagem dura entre 10 e 30 minutos dependendo do ritmo e do número de repetições. Mas não se preocupe com o tempo deixe que suas mãos e o corpo do bebê aprendam naturalmente o ritmo.

Use óleo vegetal 100% puro.

É importante respeitar a posição para a massagem (sentada no chão sobre uma esteira ou tapete com as pernas esticadas e o bebê sobre suas pernas).  Esta posição pode ser difícil para você inicialmente, mas, além de manter a criança dentro de um campo de energia protegido, melhora a oxigenação do cérebro de acordo com o Yoga. Com o tempo você vai se acostumando e se beneficiará também do alongamento proporcionado.

O ideal é trabalhar com música relaxante e não conversar durante a massagem, pois auxilia na concentração e aprende-se uma nova possibilidade de comunicação não verbal.

Recomenda-se que a Shantala seja aplicada a partir de um mês de vida do bebê. Antes disso deve-se sempre acariciá-lo e tocá-lo.

Os bebês agradecem!

Texto de Veena Mukti  - Massoterapeuta do SPA Santa Bárbara e da Cristina Balzano Guimarães -  Obstetriz, especializada em Shantala e Yoga para Gestantes.

 

leia mais:

Casa do Lago é inaugurada na Riviera XIII
Casa do Lago é inaugurada na Riviera XIII

Casa do Lago é inaugurada na Riviera XIII

Com decoração rústica e comida típica caipira, o local resgata o ambiente de fazenda e é mais uma opção para quem aprecia o clima do interior.

27 de Abril de 2017

Trapiche: um espaço para relaxar no Santa Bárbara
Trapiche: um espaço para relaxar no Santa Bárbara

Trapiche: um espaço para relaxar no Santa Bárbara

O local, que possui rampa para descida de barcos não motorizados, funciona também como um espaço de lazer e convivência à beira do lago. 

26 de Abril de 2017

Momentum
Voltar ao topo
SUCESSO 
 
texto
mensagem
texto