Jardins comestíveis, aprecie e deguste!

Cultivado com legumes, plantas medicinais, folhagens, flores e frutos, os jardins comestíveis podem compor espaços de diversos tamanhos, desde pequenos vasos até jardins com hortas e pomares.

31/07/2013

Jardins comestíveis, aprecie e deguste!

 

Nada mais agradável do que apreciar um jardim bem ornamentado e viçoso. E que tal poder se alimentar dele?

Cultivado com legumes, plantas medicinais, folhagens, flores e frutos, os jardins comestíveis podem compor espaços de diversos tamanhos, desde pequenos vasos até jardins com hortas e pomares.

A engenheira agrônoma e bióloga Elaine Caliman Sposito dá ótimas dicas de como cultivar e cuidar do seu:

- Escolha um local exposto à luz solar. A maioria dos temperos precisa receber no mínimo quatro horas de sol por dia.

- Opte por consociações de plantas, que consistem em cultivar dentro do mesmo canteiro diferentes espécies.

- Abuse da diversidade de cores, texturas e aromas, cultivando salsinha, coentro, tomilho, cebolinha, sálvia, capim-limão, manjericão, hortelã, babosa e flores, como calêndula, camomila, capuchinho, rosa, couve-flor, brócolis, alcachofra, entre muitas outras. Não se esqueça das coloridas pimentas, das frutas silvestres e dos legumes que tanto alegram o jardim.

- Realce o seu canteiro com um ótimo recurso - a espiral de ervas. Como o nome sugere, tem formato espiralado e se harmoniza facilmente a um ambiente natural, aproveitando ainda o espaço vertical.

- Preencha com adubo de boa qualidade para a garantia do crescimento de todas as mudas e sementes, uma vez que é um jardim de plantas variadas.

- Tenha zelo, toda plantinha exige cuidados e dedicação.

Agora que você já viu as nossas dicas, permita-se aguçar os sentidos através de combinações de aromas e sabores do seu próprio jardim!

Fonte: Dicas de paisagismo - Momentum Empreendimentos

 

leia mais:

Casa do Lago é inaugurada na Riviera XIII
Casa do Lago é inaugurada na Riviera XIII

Casa do Lago é inaugurada na Riviera XIII

Com decoração rústica e comida típica caipira, o local resgata o ambiente de fazenda e é mais uma opção para quem aprecia o clima do interior.

27 de Abril de 2017

Trapiche: um espaço para relaxar no Santa Bárbara
Trapiche: um espaço para relaxar no Santa Bárbara

Trapiche: um espaço para relaxar no Santa Bárbara

O local, que possui rampa para descida de barcos não motorizados, funciona também como um espaço de lazer e convivência à beira do lago. 

26 de Abril de 2017

Momentum
Voltar ao topo
SUCESSO 
 
texto
mensagem
texto