Hibisco e ixora: flores-curinga do jardim

Se por um lado o verão demanda cuidados especiais com o jardim e regas constantes, por outro, a crise hídrica pela qual muitos brasileiros estão passando exige economia de água. Qual é a solução? Plantar espécies mais resistentes às altas temperaturas e à falta de água, como o hibisco e a ixora. Conheça esses belos “curingas” do paisagismo.

11/02/2015

Hibisco e ixora: flores-curinga do jardim

hibiscus-3

Se por um lado o verão demanda cuidados especiais com o jardim e regas constantes, por outro, a crise hídrica pela qual muitos brasileiros estão passando exige economia de água. Diante deste cenário, a solução para não abrir mão de um belo paisagismo é plantar espécies mais resistentes às altas temperaturas e à falta de água.

O hibisco e a ixora são duas plantas ideais para isso, e ao desabrochar enfeitam o jardim com suas cores e conferem um visual fascinante.

 

Hibisco

O hibisco é um arbusto de vida longa e crescimento rápido, bastante utilizado como cerca viva, mas capaz de produzir lindos arbustos, de até 2,5 metros de altura, quando plantado isoladamente.

Suas mudas devem ser plantadas em locais onde haja incidência de sol e, após o plantio, devem ser regadas todos os dias. Nos meses mais frios, não é necessária a rega abundante, em dias alternados é o suficiente.

A adubação do hibisco deve ser frequente e a cada dois meses, alternada com NPK 10-10-10 e NPK 4-14-8. Sua poda deve ser realizada em sentido diagonal dos galhos para que a planta bifurque e forme um arbusto de grande copa, porém não pode ser feita quando o arbusto estiver florido.

Para que o seu jardim fique bem colorido, plante mudas de diferentes cores.



 

Ixora

Essa é uma espécie que quase sempre está florida. Pode ser encontrada nas formas de arbusto, mini e midi; estas duas últimas referem-se ao tamanho de suas flores.

A ixora também é muito utilizada como cerca viva e fica exuberante quando plantada isoladamente como arbusto. Produz flores cor de coral, amarelas, vermelhas, brancas e rosadas.

É uma planta rústica, por isso não requer muitos cuidados. Gosta de sol pleno e dispensa regas abundantes, sendo suficiente realizá-las em dias alternados.

Sua adubação é feita a cada três meses com adubo orgânico ou NPK 4-14-8. Como também é suscetível a pragas e doenças, é bom ficar de olho e checar se há manchas nas suas folhas. Se houver, corte o galho inteiro e pulverize as plantinhas com fumo de rolo uma vez por semana até que as pragas sumam.

Plante algumas mudas da mesma cor se quiser ter maciços (grupos da mesma espécie) com uma só cor ou misture as mudas para dar mais colorido ao seu jardim.



 
Fonte: Dicas de Paisagismo – Momentum

leia mais:

Folhagens grandes para o paisagismo
Folhagens grandes para o paisagismo

Folhagens grandes para o paisagismo

Permita-se Viver traz dicas sobre espécies que podem ser usadas no jardim da sua casa de campo.

19 de Novembro de 2019

Casa do Lago é inaugurada na Riviera XIII
Casa do Lago é inaugurada na Riviera XIII

Casa do Lago é inaugurada na Riviera XIII

Com decoração rústica e comida típica caipira, o local resgata o ambiente de fazenda e é mais uma opção para quem aprecia o clima do interior.

27 de Abril de 2017

Momentum
Voltar ao topo
SUCESSO 
 
texto
mensagem
texto