Qualidade de vida: premissa para criação dos filhos

Conheça as histórias de mães que escolheram os empreendimentos da Momentum para viver e oferecer um estilo de vida mais saudável e seguro para suas famílias.

06/05/2016

Qualidade de vida: premissa para criação dos filhos

Quando uma mulher se torna mãe, desenvolve naturalmente – e sem perceber – uma série de dons, instintos e sentimentos. Como num passe de mágica, ela sabe exatamente como aconchegar o bebê, entender seu choro e traduzir as palavras do pequeno falante.

Mesmo quando o filho cresce, ela reconhece no olhar a tristeza, prevê a chuva e adverte para que se leve o casaco e sabe bem o que é melhor pra ele. Preocupa-se com a sua segurança, com seu desenvolvimento e com o estilo de vida que ele terá no futuro.

E é assim, cheias de amor, cuidados e focadas no que há de melhor para o crescimento dos seus filhos, que algumas moradoras dos loteamentos da Momentum contaram ao blog Permita-se Viver por que adoram morar no empreendimento e o quanto isso é importante para a qualidade de vida de suas famílias.

Simone Pires dos Santos – Ninho Verde II Eco Residence

A história da Simone com o Ninho Verde II começou há 15 anos, quando construiu sua casa que era apenas sua estada de lazer aos finais de semana. Ex moradora da capital paulista, decidiu há quatro anos transformar sua casa de campo em seu verdadeiro lar. 

“São Paulo tem suas facilidades e te dá tudo à mão, mas não é segura e não oferece a qualidade de vida que tenho aqui. Na época meu filho mais velho tinha 12 anos de idade – fase que o adolescente começa a ficar cheio de opiniões próprias – então eu disse ao meu marido: ‘É agora ou nunca!’”, relatou. E assim, o casal decidiu sair da grande metrópole em busca de mais segurança e bem-estar para seus filhos.



Hoje em dia, as crianças - Luan (15, e já não tão criança assim) e Larissa (9) - saem para se divertir pelo empreendimento sozinhos, sem que ela se preocupe, e utilizam muito o ônibus interno para ir ao clube.  

Em conjunto, mãe e filhos aproveitam o tempo para curtir a piscina e as atividades do SLIM, andam de bicicleta e jogam bola. “É ótimo ter esse tempo com eles e fazer coisas as quais muitas delas teríamos que pagar para usufruir em São Paulo”.

A moradora - que já teve a oportunidade de voltar para São Paulo, mas recusou por não pretender mais sair do lugar onde ela enfim se encontrou - diz que queria que os filhos tivessem a infância que ela teve, de poder brincar na rua. “Criá-los em um ambiente tranquilo e ver minha filha pequena brincar na terra, em meio à natureza, não tem preço!”.
 
Roberta Villanova – Ninho Verde II Eco Residence

Roberta também era moradora da capital de São Paulo até três meses atrás, quando as portas do mercado de trabalho se abriram para ela no interior.

Embora tenha ido viver há pouco tempo no Ninho Verde II com seu marido e sua filha Victoria, de 13 anos, sua ligação com o empreendimento começou há três anos quando o conheceu pessoalmente e se encantou, exatamente na véspera do Dia das Mães! E é por isso que hoje ela diz que a qualidade de vida que sua família tem é um verdadeiro presente de Dia das Mães.

Roberta está amando tudo o que está vivendo: “Todas as vezes que saio pelo empreendimento sempre tem uma novidade da natureza pra olhar. Costumo dizer que o pôr do sol aqui é um show da natureza. Além disso, meus vizinhos são bem atenciosos, sempre procuramos um ajudar o outro. Vivemos numa comunidade muito agradável”.



A rotina dela é de uma mulher que trabalha fora e, quando retorna, tem a filha para cuidar, casa, marido e etc. Porém, neste caso, pulamos a famosa parte do “stress do dia a dia”. “A vida no interior é mais saudável,  não tem o stress da correria e o medo que sentimos em SP. Aqui minha filha pode andar sozinha da escola até o balé ou inglês”. E lembrou um dos motivos que torna essa rotina mais tranquila: “Consigo conciliar tudo porque aqui não tem trânsito, né!”.

Victoria também gosta muito da vida nova que está levando: encontra as amiguinhas no clube, faz questão de participar dos eventos organizados pela Tia Aline (coordenadora de lazer do SLIM) e adora admirar a natureza – sensibilidades que o olhar aprende a desenvolver quando se vive em contato com ela.

Roberta ressalta ainda a diferença que tudo isso faz no convívio e o tempo dedicado à filha: “Hoje, nós duas brincamos mais e curtimos as atividades juntas por aqui, coisa que não fazíamos antes porque a tensão e o medo eram grandes em SP”, e finalizou realizada: Estou muito feliz e satisfeita com a paz que esse lugar nos proporciona e o aconchego que a administração nos dá em alguma necessidade”.


Ely Pinheiro – Santa Bárbara Resort Residence

 “Sempre foi nosso plano vir morar aqui quando a vida assim nos permitisse. E ela nos permitiu!”. Assim começou o relato entusiasmado de Ely, que possui casa no Santa Bárbara há 23 anos.

Ela conta que diversos fatores foram levados em conta nessa decisão: o sossego, a natureza, o visual, a segurança, os pets vivendo com espaço, as facilidades do interior - sem trânsito e sem a violência da cidade grande – e a possibilidade de dar ao filho mais novo, Matheus (16), alguns privilégios que os outros três filhos - já casados e longe do ninho - não tiveram.

“A liberdade de sair na rua, andar descalço para recarregar as energias, frequentar os clubes do SLIM, andar tranquilamente de bicicleta, pescar no lago...tudo isso o Matheus tem hoje”, observou Ely.

“Digo sempre aqui em casa que viemos aqui para ganhar a longevidade, coisa que jamais conseguiríamos vivendo numa cidade grande. Dessa forma nos sentimos em férias eternas.”

Ely comenta que já está com a casa e os braços abertos para receber os filhos de SP e comemorar o seu dia tão especial, com comidinhas gostosas e muito truco para divertir a moçada.



Laura C. Priviero Passos – Terras de Sta. Cristina III

Laura já frequentava o Santa III há cinco anos para ir à casa da sogra e curtir, praticamente, todos os feriados e férias por lá. Mas foi há três meses que enfim tomou a decisão de se mudar de Vinhedo (SP) para o empreendimento.

“Aqui sentíamos que ficávamos mais próximos dos nossos filhos, a família mais unida, sentíamos uma paz de espírito e então buscamos oportunidade de trabalho na região. Quando conseguimos, viemos.”, relatou a mãe do Henrique (12) e da Isabela (5).

Tudo ainda é muito novo para a família, que aos poucos está se organizando e fazendo planos que não veem a hora de realizar, como aproveitar mais a represa praticando esportes aquáticos, explorar os arredores da cidade e levar os amigos para curtirem juntos.

Ela conta que as crianças já estão bem adaptadas na escola e gostando dos novos ares. E apesar da vida corrida de Laura que trabalha diariamente - inclusive aos finais de semana, eles conseguem aproveitar o tempo juntos quando ela chega do trabalho, indo todos ao clube, ou pelas manhãs, quando se reúnem para tomar café, religiosamente. “Não tenho que sair cedo de casa para trabalhar. Não tem trânsito, o serviço não é longe e isso ajuda muito. Tudo dá tempo!”.




E para terem ainda mais tempo livre, Laura também ensina as crianças a ajudá-la em casa com tarefas simples e acha isso importante para a formação dos pequenos.

Sobre as vantagens que já pôde perceber em sua nova morada com a família, ela discorre com paixão: “Aqui temos tranquilidade, ar puro, muita água e muito limpa, segurança e um céu estrelado maravilhoso quase todas as noites. Quando vou preparar o jantar, tenho o privilégio de ser acompanhada pelo incrível pôr do sol bem ali, na janela da nossa cozinha. Acordamos com o cantar dos pássaros (e um galo às vezes um pouco distante), temos vista para represa assim que saímos e vemos muitos animais silvestres”.

E por falar em animais, imagine a alegria da Isabela quando ela viu um coelho do mato correndo, às vésperas da Páscoa, e a mãe disse que era ele quem iria trazer o seu ovo! Morar perto do Coelho da Páscoa parece realmente fascinante!

Para o Dia das Mães, Laura já sabe direitinho o que quer: paparico com café da manhã na cama e almoço feito pelo marido mestre-cuca. Mas não para por aí: “Neste ano quero aproveitar a tarde na beira da represa, brincando com pé na areia, agradecendo por ter a família unida, feliz e com o privilégio de morar onde escolhemos!”.

______
Parabéns a todas as mães e a essas que nos encheram de inspiração!


E você, também tem boas histórias para contar sobre a qualidade de vida da sua família no empreendimento? Conte para nós. Queremos conhecê-las!

leia mais:

Cuidados ao alugar sua casa de campo
Cuidados ao alugar sua casa de campo

Cuidados ao alugar sua casa de campo

Permita-se Viver traz dicas para quem quer fazer um bom negócio sem ter dor de cabeça com seus inquilinos.

13 de Abril de 2021

Momentum
Voltar ao topo
SUCESSO 
 
texto
mensagem
texto